Museus e Arqueologia: algumas reflexões

  • Alejandra Saladino

Resumo

O presente artigo resulta de uma reflexão preliminar sobre os museus de arqueologia que parte da observação do setor museológico do Brasil, mas que eventualmente pode estender-se a contextos nos quais a preservação e musealização das referências patrimoniais arqueológicas são afetadas pela dinâmica da Arqueologia de Contrato. O objetivo deste texto é iniciar uma reflexão sobre algumas questões conceituais e metodológicas referentes aos museus de arqueologia, designadamente, as especificidades desse tipo de museu, as temáticas passíveis de abordagem, o perfil dos museus que adotam a gramática da Sociomuseologia e da Arqueologia Pública, a aplicação de estratégias museográficas para diminuir o gap entre o discurso das exposições de longa duração em relação ao desenvolvimento das pesquisas arqueológicas e os desafios da gestão das coleções arqueológicas decorrentes do desenvolvimento da Arqueologia de Contrato. A metodologia aplicada concentra-se na revisão bibliográfica sobre o tema e na observação empírica sobre o contexto brasileiro. As considerações a destacar desta reflexão preliminar dizem respeito à urgência do estabelecimento de uma agenda de trabalho coletivo e colaborativo dos diversos profissionais envolvidos nos processos de preservação do patrimônio arqueológico para que os museus exerçam sua plena potência enquanto loci de apropriação e ressignificação das referências patrimoniais arqueológicas.

Palavras-chave: Museus; Arqueologia; Sociomuseologia; Arqueologia Pública

Publicado
2017-07-11
Como Citar
Saladino, A. (2017). Museus e Arqueologia: algumas reflexões. Cadernos De Sociomuseologia, 54(10). https://doi.org/10.36572/csm.2017.vol.54.04