Acervos etnográficos do Museu Nacional: preservação digital como sugestão pós incêndio

  • Bianca França Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Resumo

O presente texto traz, a partir da experiência de trabalho como estagiária/bolsista nos projetos do Setor de Etnologia e Etnografia do Museu Nacional do Rio de Janeiro (SEE/MN), de 2013 a 2017, e da formação enquanto mestra em Preservação de Acervos de Ciência e Tecnologia (PPACT/MAST), uma pequena análise das perdas e danos do acervo de etnologia do Museu Nacional após o incêndio de setembro de 2018. Em seguida, apresenta uma breve discussão e lista um conjunto de medidas básicas para preservação e segurança de acervos culturais em caso de sinistros com fogo; e, no contexto dos projetos de preservação e digitalização do acervo do SEE/MN, traz a sugestão da curadoria digital e a criação de uma Política de Preservação Digital como via para preservação dos registros restantes do acervo do setor. 


Palavras-chave: Museu Nacional; Coleções etnográficas; Sinistros com fogo; Preservação digital

Publicado
Oct 18, 2019
Como citar
FRANÇA, Bianca. Acervos etnográficos do Museu Nacional: preservação digital como sugestão pós incêndio. Cadernos de Sociomuseologia, [S.l.], v. 58, n. 14, p. 107-128, oct. 2019. ISSN 1646-3714. Disponível em: <https://revistas.ulusofona.pt/index.php/cadernosociomuseologia/article/view/6926>. Acesso em: 12 nov. 2019. doi: http://doi.org/10.36572/csm.2019.vol.58.05.