A intervenção do serviço social no protelamento da alta do idoso no serviço de urgência

o caso do hospital de São José

  • Janine Almeida CHULC,Epe - Serviço de Urgência Polivalente do Hospital de São José
  • Paula Ferreira Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Instituto de Serviço Social
Palavras-chave: idoso, urgência hospitalar, serviço social, protelamento de alta

Resumo

O presente artigo visa analisar o processo de gestão do protelamento de alta dos doentes idosos, no serviço de urgência do Hospital de São José, efectuada pela equipa de serviço social. Foi realizada uma triangulação metodológica suportada na consulta e análise dos processos sociais, entrevistas à equipa multidisciplinar e análise documental. Os objetivos centraram-se na definição do perfil do utente, motivos de protelamento, destino pós-alta e dificuldades inerentes à atividade do serviço de urgência. Destaca-se como resultados os doentes do género feminino, com idade entre os 81-85 anos, tendo como motivos de protelamento decorrentes sobretudo de incapacidade/ indisponibilidade da rede de suporte informal e a insuficiência/ demora da resposta social formal. Por conseguinte, a gestão do protelamento de alta do idoso é efetuada pela equipa multidisciplinar, destacando-se neste contexto o papel mediador do assistente social neste processo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-07-27
Como Citar
Almeida, J., & Ferreira , P. (2021). A intervenção do serviço social no protelamento da alta do idoso no serviço de urgência: o caso do hospital de São José. Revista Temas Sociais , (1), 170-187. Obtido de https://revistas.ulusofona.pt/index.php/temassociais/article/view/7774
Secção
Artigos