CAPÍTULO 3 - ANÁLISE DO PROJECTO DO ECOMUSEU DA MURTOSA

  • Judite Primo Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Resumo

A presente dissertação tem como estudo de caso o «Projecto do Ecomuseu da Murtosa» desenvolvido pelo Centro de Estudos de Sociomuseologia da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias em parceria com a Geoideia – Estudos de Organização do Território, Lda. –, a pedido da Câmara Municipal da Murtosa que tinha por objectivo recuperar o seu museu municipal e requalificar o património local.

O Centro de Estudos de Sociomuseologia apresentou à C.M. da Murtosa um projecto inovador que articulava a promoção de actividades culturais para a comunidades local com a promoção de actividades turísticas; serviços educativos com serviços de usufruto lúdico/didácticos do território humanizado da Ria; assim como a (re)descoberta dos patrimónios moliceiros com a resignificação deste mesmo património.

O interesse pelo projecto do Ecomuseu da Murtosa deve-se ao seu carácter original e inovador, na medida em que toda a sua programação está assente na ideia de serviços. Parece-nos ser de extrema importância pensar o museu como instituição tão comprometida socialmente que se pensa e organiza como entidade prestadora de serviços socioculturais para as suas comunidades e para os seus utilizadores, actuando como vector estratégico no processo do desenvolvimento local.

Convém salientar que o projecto entregue à Câmara Municipal da Murtosa era um documento de trabalho sucinto que optou por uma intervenção directa esclarecendo as opções tomadas, não evidenciando as opções conceptuais e metodológicas adoptada para se chegar a tais decisões. Evidente está que estas opções tiveram por base o conhecimento profundo da equipa da teoria museológica contemporânea que sustentou o projecto em causa.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Como citar
PRIMO, Judite. CAPÍTULO 3 - ANÁLISE DO PROJECTO DO ECOMUSEU DA MURTOSA. Cadernos de Sociomuseologia, [S.l.], v. 30, n. 30, june 2009. ISSN 1646-3714. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/cadernosociomuseologia/article/view/463>. Acesso em: 25 mar. 2019.

Leia mais artigos do mesmo autor(s)

1 2 > >>