The Afro Brazil Museum: its approach and contribution to the representation of Afro-Brazilians in modern Brazil

  • Jessica Norberto Rocha Mestranda em Divulgação Científica e Cultural na Universidade Estadual de Campinas e Coordenadora Pedagógica do Museu Itinerante PONTO UFMG

Resumo

 

Resumo

O presente artigo aborda o contexto, a história  e as principais realizações do Museu Afro Brasil. O Movimento Negro Unificado (MNU) foi criado em 1978 em São Paulo e foi considerada fortemente esquerdista na orientação e mais militante do que qualquer dos seus antecessores. Como se afirma no texto Protesto Preto, em São Paulo, o movimento foi uma forte expressão de insatisfação entre os instruídos e qualificados afro-brasileiros negaram entrar no status de classe média. O Afro Brasil Museu abriu em 23 de outubro de 2004 como um resultado de mais de duas décadas de intensa pesquisa, publicações, exposições e a dedicação de seu atual diretor e curador Emanuel Araújo

Palavra-chave: Museu Afro Brasil

 

Abstract

This article discusses the context, the history and the main achievements of the Museum Afro Brazil. The Unified Black Movement (MNU) was created in 1978 in São Paulo and was considered strongly leftist in orientation and more militant than any of its predecessors. As stated in the text Black Protest in São Paulo, the movement was a strong expression of dissatisfaction among the educated and skilled african-Brazilian denied entering the middle-class status. The Afro Brasil Museum was open on the 23th of October of 2004 as a result of more than two decades of intense research, publications, exhibitions and the dedication of its current director and curator Emanuel Araújo

 

Keywords: Afro Brazil Museum;

Publicado
Jun 26, 2016
Como citar
ROCHA, Jessica Norberto. The Afro Brazil Museum: its approach and contribution to the representation of Afro-Brazilians in modern Brazil. Cadernos de Sociomuseologia, [S.l.], n. 8, june 2016. ISSN 1646-3714. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/cadernosociomuseologia/article/view/5501>. Acesso em: 22 aug. 2017.