PENTECOSTALISMO PÓS-CLÁSSICO: APROXIMAÇÕES E DISTANCIAMENTOS ENTRE ONDAS E NEOLOGISMOS

  • Orlando Martins ISCTE
  • Paulo Roberto Souza Mazarem USJ

Resumo

O presente artigo busca analisar o fenômeno pentecostal e seus desdobramentos históricos e semânticos no universo acadêmico, sinalizando um devir que (re)atualiza o divisionismo indefinidamente no movimento pentecostal brasileiro, inicialmente denominado “clássico” e que a luz da sociologia da religião, estratificou-se entre ondas e neologismos, como: agências de cura divina (Mendonça, 1984), pentecostalismo autônomo (Hortal, 1989), pentecostalismos e suas ondas (Freston, 1994), neopentecostalismo (Mariano, 1999); isopentecostalismo (Campos, 1997), pseudopentecostalismo ou pós-cristianismo (Dreher 1999), parapentecostalismo (Wynarczyk, 2009). A asserção deste artigo é analisar algumas assimilações e ênfases teológicas advindas dos movimentos que surgiram do pentecostalismo clássico e que finalmente vieram a influenciá-lo.  Deste modo, o título deste artigo “pentecostalismo pós-clássico” está em homologia com o contexto denominado pós-moderno surgindo como uma hipótese de leitura para os constantes processos de transformação que ocorrem entre os pentecostalismos.

Palavras-chave: Pentecostalismo; sociologia; escatologia; teologia, pós-modernidade, pós-clássico.

Biografias Autor

Orlando Martins, ISCTE

Bacharel em Teologia (UNIFI) e Jornalismo (UNISUL), especialista em educação (DOM BOSCO), mestre em
teologia (EST) e doutorando em Sociologia no ISCTE, Portugal.

Paulo Roberto Souza Mazarem, USJ

Paulo Mazarem é coordenador da Faculdade Mais de Cristo (FMC), Pastor titular na Mais de Cristo Palhoça, bacharel em teologia (FATECAMP), em teologia sistemática (FACASC) e Ciências da Religião (USJ).

Publicado
2021-02-27
Como Citar
Martins, O., & Roberto Souza Mazarem, P. (2021). PENTECOSTALISMO PÓS-CLÁSSICO: APROXIMAÇÕES E DISTANCIAMENTOS ENTRE ONDAS E NEOLOGISMOS . Ad Aeternum, 1, 40-54. Obtido de https://revistas.ulusofona.pt/index.php/adaeternum/article/view/7496
Secção
Artigos