Museus e antropofagia do patrimônio arqueológico: (des) caminhos da prática brasileira - Camila de Moraes Wichers

  • Conselho Editorial Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Resumo

Museus e antropofagia do patrimônio arqueológico: (des) caminhos da prática brasileira


Tese de Doutoramento em Museologia de Camila Azevedo de Moraes Wichers (2010)

Orientadora: Professora Doutora Maria Cristina Oliveira Bruno (2010)

Resumo

Nessa tese, buscamos compreender os descaminhos e desencontros da díade Museus/ Museologia – Patrimônio Arqueológico/ Arqueologia no Brasil, mas, procuramos, acima de tudo, identificar e construir caminhos e encontros. Partimos de uma abordagem histórica dessa relação, delineando as mentalidades que marcaram o distanciamento entre Museologia e Arqueologia no Brasil. Em um segundo momento, aprofundamos a análise dessa relação na contemporaneidade, marcada por um aumento expressivo das pesquisas arqueológicas, sobretudo aquelas relacionadas ao licenciamento ambiental de empreendimentos. Esse fato indica um estreitamento da relação entre patrimônio arqueológico e questões do desenvolvimento, implicando na opção da Sociomuseologia. Em um terceiro movimento, fazemos uma análise de discursos expográficos de acervos arqueológicos, retomando também experimentações museológicas nas quais atuamos. Por fim, aplicamos as perspectivas da Sociomuseologia na concepção de um programa de socialização dos recursos arqueológicos resgatados no âmbito da Ferrovia Transnordestina, uma das obras estratégicas do Governo Federal brasileiro. O programa delineado é entendido enquanto síntese da complexa, mas necessária, teia de relações entre Museologia e Arqueologia no cenário brasileiro contemporâneo. Como caminho de superação dos obstáculos apresentados ao longo da tese, propomos o entrelaçamento entre a Sociomuseologia e as vertentes da arqueologia pós-processual.

Palavras-Chave: Sociomuseologia – Musealização da Arqueologia - Museus brasileiros - Comunicação Museológica - Arqueologia Pós-Processual

Abstract

In this thesis we seek to understand the waywardness and disagreements of the dyad Museums / Museology - Archaeological Heritage / Archaeology in Brazil, but above all we seek to identify and construct ways and common factors. We start from an historical approach to this relationship, outlining the mentality that marked the distance between Archaeology and Museology in Brazil. In a second step, we deepen the analysis of this relationships in contemporaneity, marked by a significant increase in the archaeological research, especially those related to environmental licensing of the enterprises. This indicates an approximation of the relationship between the archaeological heritage and developmental issues, implying the option of Sociomuseology. In a third step, we make an analysis of the expografic discourses of the archaeological collections and we return to the museological trials in which we operated. Finally, we apply the perspectives of Sociomuseology in socialization of the archaeological resources of Transnortheastern Railroad, one of the strategic programs of the Brazilian Government. The outlined program is understood as a synthesis of the complex but necessary relationship between Archaeology and Museology in the Brazilian contemporary scene. Thus, one way of overcoming the obstacles outlined throughout the thesis lies in the intertwining between the Sociomuseology and the Post-Processual Archaeology.

Key-words: Sociomuseology – Archaeology’s Musealization – Brazilians Museums -

Museologic Comunications – Post-Processual Archaeology

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Jul 2, 2014
Como citar
EDITORIAL, Conselho. Museus e antropofagia do patrimônio arqueológico: (des) caminhos da prática brasileira - Camila de Moraes Wichers. Cadernos de Sociomuseologia, [S.l.], v. 45, n. 1, july 2014. ISSN 1646-3714. Disponível em: <https://revistas.ulusofona.pt/index.php/cadernosociomuseologia/article/view/4552>. Acesso em: 20 sep. 2019.
Secção
Teses & Dissertações concluídas no Dep. de Museologia da ULHT

Leia mais artigos do mesmo autor(s)

1 2 > >>