Olhares biográficos em museologia: os desafios da intersubjetividade

  • Judite Santos Primo Departamento de Museologia - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Lisboa, Portugal
  • Pedro Pereira Leite Investigador do CES.Universidade de Coimbra e Professor nos programas de Doutoramento e Mestrado em Museologia na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.

Resumo

Neste artigo propomos uma reflexão sobre uso de objetos biográficos na museologia, como um processo de produção e inclusão de saberes na sociedade. A renovação teórica da abordagem sociomuseológica, um processo que tem vindo a serconduzido pelo MINOM e por várias universidades, é fundado nas premissas teorias de adequação das estruturas e processos museológicos aos ritmos e às necessidades das sociedades contemporâneas. A globalização tem vindo a influenciar a abertura das organizações e processos ao meio que as envolvem, numa relação íntima com as comunidades e os territórios, que passam a estar integrados nas suas diversidades. Neste movimento transformador emergem novos objetos museológicos que provocam uma necessidade de elaborar e esclarecer relações, noções e conceitos que dão conta destes processos. Através destes novos objetos rasgam-se novas perspetivas de investigação e ação que reatualizam metodologias e renovam a ação das organizações museológicas e patrimoniais. Estas novas narrativas permitem a adequação e um ajustamento dos processos museológicos aos processos sociais onde ocorrem. Esta busca de conformidade pode emergir a partir duma postura crítica, incluindo as histórias de vida e as narrativas biográficas como propostas de investigação-ação museológicas numa dupla perspetiva. O de resgate dos saberes das comunidades e a sua mobilização como construção de sentidos de ação social. O desafio colocado pela intersubjetividade facilita a adequação das práticas museológicas às sociedades em transformação, fazendo intervir as comunidades como agentes de construção dos sentidos da ação. Através delas os museólogos transformam-se em mediador de saberes mestiços.

Palavras-Chave: Sociomuseologia, Intersubjetividade, Narrativas Orais, Museologia Crítica, Mudança Social

 

Publicado
2015-09-27
Como Citar
Primo, J. S., & Leite, P. P. (2015). Olhares biográficos em museologia: os desafios da intersubjetividade. Cadernos De Sociomuseologia, 49(5). https://doi.org/10.36572/csm.2015.vol.49.05