Ilusões impressas para um leitor-espectador no Brasil oitocentista: Vistas e gravuras nas Marmotas de Paula Brito

Printed Illusions for a Reader-Spectator in Nineteenth-Century Brazil: Views and Engravings in the ‘Marmotas’ by Paula Brito

  • Bruno Guimarães Martins

Abstract

Na segunda metade do século XIX, a imprensa ilustrada dava os seus primeiros passos no Brasil Imperial, aproximando de uma forma inédita as figuras do leitor e do espectador. A experiência imersiva promovida pelos primeiros dispositivos ópticos era transposta para descrições textuais e para gravuras impressas que convocavam para a leitura a experiência ilusória das imagens ópticas. Este artigo tem como exemplos algumas “vistas” e imagens extraídas de três jornais de variedades impressos pelo editor pioneiro Francisco de Paula Brito (1809-1861). Publicados ininterruptamente de 1849 a 1864, A Marmota na Corte, a Marmota Fluminense e A Marmota trazem em seus títulos alusão às marmotas, designação utilizada para as caixas ópticas preparadas para o visionamento de estampas. Nestas folhas o leitor era atraído para a página impressa como se fosse o espectador que espreitava pelo orifício de uma caixa em busca da experiência de ilusão visual.

...

In the second half of the 19th century, the illustrated press took its first steps in Imperial Brazil, approaching in an unprecedented way the figures of the reader and the spectator. The immersive experience offered by the first optical devices was translated into textual descriptions and printed engravings that brought to the reading the illusory experience of optical images. This article has as examples some "views" and images extracted from three newspapers of varieties printed by the pioneer editor Francisco de Paula Brito (1809-1861). Published uninterruptedly in sequence from 1849 to 1864, A Marmota na Corte, a Marmota Fluminense e A Marmota bring in their titles allusion to marmosets, a designation used for optical boxes prepared for viewing prints. On these publications, the reader was drawn to the printed page as if he were the spectator lurking through the orifice of a box in search of the experience of visual illusion.

 

 

Author Biography

Bruno Guimarães Martins

Graduado e mestre em Comunicacão pela UFMG (1995, 2005); doutor em Literatura pela PUC-Rio (2013). Professor Adjunto no departamento de Comunicação Social da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) desde 2006. Professor do Programa de Pos-graduação em Comunicação da UFMG desde 2015. Pesquisador convidado na Université Paul Valéry Montpellier 3 / Rirra21 (2019-2020). Pesquisador com projetos financiados pelo Centro de Aperfeiçoamento Docente (CAPES) e pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG). Suas pesquisas exploram as relações entre os meios de comunicação e cultura a partir de uma perspectiva material e histórica tomando como objeto a produção e circulação de textos e imagens. Autor de Tipografia popular: potências do ilegível na experiência do cotidiano (AnnaBlume, 2007), Corpo sem cabeça: o tipografo-editor e a Petalogica (Ed. UFMG, 2017) e de diversos artigos científicos. Membro do Grupo de pesquisa sobre a historicidade das formas comunicacionais, ex-press; Membro do Historicidades - Rede de Grupos de pesquisa em Comunicação, coordenador do Grupo de Pesquisa em Produção Editorial da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares em Comunicação - Intercom

Published
2021-01-08
How to Cite
Guimarães Martins, B. (2021). Ilusões impressas para um leitor-espectador no Brasil oitocentista: Vistas e gravuras nas Marmotas de Paula Brito: Printed Illusions for a Reader-Spectator in Nineteenth-Century Brazil: Views and Engravings in the ‘Marmotas’ by Paula Brito. International Journal on Stereo & Immersive Media, 4(1), 46-65. Retrieved from https://revistas.ulusofona.pt/index.php/stereo/article/view/7409