Os museus e os seus públicos: um estudo no Museu Nacional de Belas Artes de Cuba (MNBA)

  • Natalie Paz Vargas Nacional de Bellas Artes de Cuba (MNBA)

Resumo

A presente comunicação, está inserida dentro dos estudos de museus que aprofundam nos significados simbólicos das pessoas e toma como apoio o conceito de consumo cultural. Por isto o tema acerca se ao consumo do patrimônio artístico cubano por parte dos públicos jovens, através das exposições temporais do Museu Nacional de Belas Artes (MNBA). O objetivo é explicar a incidência que tem as valorações, significações, estereótipos e usos do patrimônio artístico cubano dos públicos jovens, nas práticas e discursos respeito a dito patrimonio, através das exposições temporárias do Edifício de Arte Cubano do MNBA. A metodologia utilizou métodos e técnicas do enfoque qualitativo como a enquete, grupo de difusão e o completamento de frases, para chegar nas conclusões que as práticas e os discursos respeito ao patimônio artístico variam segundo os distintos públicos jovens: os discursos podem ser tradicionais, mais atualizados ou estão marcados pelo elemento simbólico- afetivo e, as práticas estão determinadas por estereótipos que perduram nos jovens.

Palavras-chave: estudo de públicos, consumo cultural, patrimônio artístico, públicos jovens, exposições temporais

Publicado
2020-06-03
Como Citar
Paz Vargas, N. (2020). Os museus e os seus públicos: um estudo no Museu Nacional de Belas Artes de Cuba (MNBA). Cadernos De Sociomuseologia, 59(15), 119-137. https://doi.org/10.36572/csm.2020.vol.59.06