Nota Introdutória. Liderança nas escolas para a equidade e aprendizagem - perspetivas e percursos

  • Maria do Carmo Clímaco Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
  • Ana Paula Silva Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Resumo

A investigação sobre as necessidades educativas de crianças, jovens e adultos têm posto em destaque o papel dos diferentes líderes nas escolas para promover, em cada contexto socioeducativo, as iniciativas e as ações necessárias para garantir a todos níveis de sucesso escolar e educativo mais equitativas e socialmente justas de forma a garantir a sua inserção nas sociedades contemporâneas e garantir-lhes uma vida adulta mais digna e gratificante (OECD, 2008, 2009, 2013; Comenius, 2011; Scheerens, 2012; Schleicher, 2012). Para alcançar esse desiderato, a “liderança escolar” tem um papel preponderante na condução das mudanças necessárias na execução das políticas educativas, no desenvolvimento de sistemas, na gestão e administração de recursos, e sobretudo na “reestruturação” e” reculturação” de cada escola (Johansson & Lumby, 2012), como parte de uma estratégia para superar as desigualdades de partida de uma enorme “fatia” de alunos, quase sempre pertencentes a estratos socioculturais menos privilegiados, e que no nosso país acumulam repetências e acabam por abandonar a escola sem acabar a escolaridade básica de 12 anos, com os efeitos conhecidos de marginalização e de incapacidade de ultrapassar as desigualda- des e dificuldades de inserção numa sociedade democrática (CNE, 2013).

Publicado
Jun 27, 2015
Como citar
CLÍMACO, Maria do Carmo; SILVA, Ana Paula. Nota Introdutória. Liderança nas escolas para a equidade e aprendizagem - perspetivas e percursos. Revista Lusófona de Educação, [S.l.], v. 30, n. 30, june 2015. ISSN 1646-401X. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/rleducacao/article/view/5126>. Acesso em: 19 dec. 2018.