Educação em saúde

um mapeamento dos estudos produzidos no Brasil e em Portugal (2000-2013)

  • Revista Lusófona Educação

Resumo

A educação em saúde pode ser entendida como capaz de promover mudanças comportamentais e contribuir para o entendimento do processo saúde-doença favorecendo uma melhoria da qualidade de vida das pessoas. Partindo da questão: Que estudos científicos foram realizados em Portugal e no Brasil sobre Programas de Educação para a Saúde no período 2000-2013 é que mapeamos a produção bibliográfica científica produzida no Brasil e em Portugal sobre educação em saúde e desvelamos os temas abordados. Por meio do recurso a uma pesquisa bibliográfica de caráter descritivo, realizada nas bases de dados LILACS, MEDLINE, Redalyc e RCAAP, foram identificados e analisados, em uma primeira fase, 106 artigos científicos, sujeitos depois a uma leitura crítica e reflexiva. Da análise efetuada, pode referir-se que os temas abordados nas publicações do Brasil são: (i) redução da adição de açúcar, (ii) alimentação saudável,
(iii) saúde ocular, (iv) saúde na escola, (v) dor na coluna, (vi) alimentação orgânica, (vii) exposição ao mercúrio, (viii) saúde bucal, (ix) parasitoses e (x) antibióticos. Em relação às publicações oriundas de Portugal reportamos como as mais evidentes as que estudam a (i) obesidade, (ii) a saúde bucal e (iii) a exposição ao fumo. Em conclusão, ressaltamos a baixa quantidade de produção bibliográfica sobre educação em saúde, com problemáticas que não atendem à demanda das principais causas de mortalidade ou morbidade dos países em estudo. Por esse motivo, questionamos a inexistência de programas ou a eventual baixa produção cientifica que os relate, avalie ou divulgue, dificultando a difusão do conhecimento.

Publicado
Dec 5, 2016
Como citar
EDUCAÇÃO, Revista Lusófona. Educação em saúde. Revista Lusófona de Educação, [S.l.], v. 33, n. 33, p. 9-22, dec. 2016. ISSN 1646-401X. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/rleducacao/article/view/5690>. Acesso em: 17 nov. 2018.