A Educação em tempos de Globalização. Modernização e hibridismo nas políticas educativas em Portugal

  • António Teodoro Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
  • Graça Anibal Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Resumo

O artigo pretende apresentar uma reflexão sobre as políticas educativas e os discursos que as justificam, num tempo de procura de integração de Portugal no espaço europeu após os anos sessenta do século XX e especialmente no quadro democrático do pós revolução de 1974, identificando uma relevância gradual no entendimento do papel primordial do sistema educativo no desenvolvimento económico. Defende que, especialmente a partir dos anos de 1980, e a partir de uma análise empírica das palavras - chave, se revela um carácter híbrido nos discursos dos responsáveis políticos que associa uma orientação construtivista numa perspectiva crítica com a apologia da eficácia do sistema entendida como necessária à produtividade económica.

Considera-se a importância do contexto nacional e do sentido que as suas características conferem ao modelo globalizado de modernização para explicar por que a tendência homogenei­zante da regulação internacional é mitigada por preocupações de cariz emancipatório.

Palavras-chave: Políticas educativas; Portugal; globalização;

modernização; hibridismo.