Avaliação Qualitativa do ProLearn4ALL: um Projeto de Investigação Baseado na Resolução de Problemas

Resumo

O ProLearn4ALL – Maletas Pedagógicas para TODOS é um projeto que tem como principal propósito a criação de recursos lúdico-pedagógicos acessíveis a crianças do 1º Ciclo do Ensino Básico, com o intuito de as sensibilizar para a diferença e, em particular, para os quatro domínios da deficiência (intelectual, motora, auditiva e visual). Este tem a particularidade de incluir, na sua equipa de trabalho, diversos elementos, não só docentes e investigadores, mas também estudantes de diferentes níveis do Ensino Superior (Cursos Técnicos Superiores Profissionais, Licenciaturas e Mestrados) que são confrontados com uma sequência de questões para as quais têm de encontrar respostas e soluções válidas. A aprendizagem e investigação baseada em problemas tornaram-se, portanto, as estratégias seguidas ao longo deste trabalho, estratégias estas que implicam uma avaliação sistemática. A avaliação de todo o processo, desde a fase de planificação à implementação, encontra-se descrita neste artigo, refletindo-se sobre as opções tomadas ao nível dos instrumentos e técnicas a aplicar. Estando este projeto em desenvolvimento, espera-se que os resultados desta avaliação permitam compreender as repercussões do projeto nos conhecimentos e atitudes dos estudantes do Ensino Superior, mas também o impacte do mesmo em turmas do Ensino Básico, que incluem crianças com e sem deficiência, e dos seus respetivos professores.


Palavras-chave: prolearn4all; avaliação qualitativa; inclusão; 1º Ciclo do Ensino Básico; recursos lúdico-pedagógicos.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Aug 19, 2019
Como citar
MANGAS, Catarina; FREIRE, Carla; SANTOS, Olga. Avaliação Qualitativa do ProLearn4ALL: um Projeto de Investigação Baseado na Resolução de Problemas. Revista Lusófona de Educação, [S.l.], v. 44, n. 44, aug. 2019. ISSN 1646-401X. Disponível em: <https://revistas.ulusofona.pt/index.php/rleducacao/article/view/6860>. Acesso em: 19 sep. 2019.