Teste do Pensamento Crítico e Criativo para estudantes do ensino superior

Resumo

Não existindo um teste de avaliação do pensamento crítico pensado e construído de raiz para ser utilizado em Portugal, o foco deste artigo é o Teste do Pensamento Crítico e Criativo (TPCC), para jovens adultos portugueses. Apresentamos o estudo exploratório de validação deste teste, administrado a 250 estudantes universitários, com idades entre os 17 e os 37, a frequentar uma licenciatura ou mestrado STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática) e de Ciências Humanas e Sociais (CHS). Da Análise Fatorial Exploratória emergiram três fatores (criação, argumentação e análise), que ilustram componentes essenciais do pensamento crítico. O TPCC revelou deter boas características psicométricas de validade e fiabilidade dos constructos (alpha de Cronbach igual a 0.68) e fiabilidade inter-juízes (kappa de Cohen entre 0.76 e 0.93 para cada dimensão). Verificou-se que os estudantes de mestrado obtiveram pontuações significativamente mais elevadas no TPCC do que os dos três anos das licenciaturas, e que as pontuações dos estudantes de STEM foram mais elevadas do que as pontuações dos de CHS. Não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas nas pontuações médias no TPCC em função do género.


Palavras-chave: pensamento crítico; ensino superior; avaliação; validação.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Aug 20, 2019
Como citar
LOPES, José; SILVA, Helena; MORAIS, Eva. Teste do Pensamento Crítico e Criativo para estudantes do ensino superior. Revista Lusófona de Educação, [S.l.], v. 44, n. 44, aug. 2019. ISSN 1646-401X. Disponível em: <https://revistas.ulusofona.pt/index.php/rleducacao/article/view/6869>. Acesso em: 19 sep. 2019.