Para uma reflexão sobre a identidade docente a partir das planificações de futuros professores do 1.º Ciclo do Ensino Básico

Resumo

Com este artigo pretende-se apresentar os resultados de uma pequena investigação sobre as características de planificações elaboradas por futuros

professores do 1.º Ciclo do Ensino Básico, a frequentarem um mestradoprofissionalizante em instituições de Ensino Superior portuguesas. Assumindo que o ato de planificar é um processo em muito associado ao desenvolvimento profissional docente e que evidencia, de modo implícito, as conceções pedagógicas dos profissionais, o estudo de tais planificações tem como propósito notar a aproximação de docentes ainda em formação a um perfil tradicional/clássico ou, num outro sentido, a um perfil inovador/prático. A proposta de caracterização dos perfis apontados assenta em quatro dimensões distintas, mas complementares, que podem figurar numa planificação: influência normativa do currículo, processo de ensino/papel do professor, processo de aprendizagem/papel do aluno, avaliação. A partir de uma análise de cariz predominantemente qualitativo, pela descrição e interpretação do conteúdo de 30 planificações de curta duração, constata-se que a maioria daqueles futuros professores,autores desses documentos, tendem a assumir, de forma explícita ou implícita, um perfil (tradicional) marcado pela valorização da ação do professor em detrimento do aluno, pela opção por uma segmentação curricular, bem como por dinâmicas pedagógicas de carácter reprodutivo e sem uma real preocupação com os elementos de avaliação.

Palavras-chave: currículo; formação de professores; identidade docente; planificação.

 
Publicado
2021-03-26