Tecnologias digitais de comunicação e ensino superior: contribuições da teoria da atividade em processos de ensino- -aprendizagem

Resumo

Apresentam-se neste artigo contribuições da Teoria da Atividade (TA) aos processos ensino-aprendizagem realizados com apoio de Tecnologias Digitais de Comunicação. A empiria se realizou no Componente Curricular: Educação Cultura e Mídia do curso Licenciatura em Pedagogia, na modalidade de ensino a distância, ofertado pelo Centro de Educação da UFPB. Trata-se de uma abordagem qualitativa, do tipo exploratória comparativa, cuja empiria se constituiu a partir de atividades realizadas via Ambiente Virtual de Aprendizagem: Moodle. Os sujeitos foram alunos e professores do referido curso, que, durante seis semestres dos anos de 2016, 2017 e 2018, responderam o questionário disponibilizado no AVA, com questões abertas e fechadas. Destes, foram selecionados os questionários com maior número de questões respondidas. Os dados mostram que processos ensino-aprendizagem, no contexto do Ensino Superior, com apoio de tecnologias digitais de comunicação, baseados nos fundamentos da TA, pressupõem uma transformação qualitativa do processo e não apenas uma transposição de métodos de aprendizagem, inicialmente concebidos para um ensino centrado no professor, didaticamente expositivo, e que reduz a dimensão avaliativa do processo ensino-aprendizagem à mera realização de exercícios e à aplicação de conhecimentos. Como continuidade deste estudo, procurar-se-á, à luz dos fundamentos teóricos da TA, reavaliar os instrumentos, as estratégias e categorias de análises utilizadas.

Palavras-chave: teoria da atividade; processos ensino-aprendizagem; tecnologias digitais de comunicação

Publicado
2021-01-30